ANÁLISE: Janela oportunidade para a Fed subir taxas está a fechar-se

0

(Este artigo foi originalmente publicado na terça-feira.)

(DJ Bolsa)– Mesmo após um mês em que vários responsáveis da Reserva Federal dos EUA sinalizaram, alertaram e mencionaram aumentos das taxas de juro, os mercados estão sobretudo a apostar contra essa possibilidade.

Os mercados podem estar certos. A janela para a Fed aumentar as taxas de juro “pode muito bem estar a fechar-se e por muito tempo”, disse Srinivas Thiruvadanthai, economista do centro de research Jerome Levy. Porquê? Por causa da economia, claro. E Thiruvadanthai não é o único a dizê-lo.

O quadro económico não é muito positivo. O produto interno bruto do terceiro trimestre pode situar-se entre 2,85%-3%, mas pode cair para cerca de 1,7% no quarto trimestre. Isso colocaria o PIB de 2016 abaixo de 2%. Ao longo dos últimos três trimestres, o PIB tem estado perto de 1%, um nível próximo do que costuma ser apelidado de “velocidade estagnada”.

“Noutros tempos, estariam a discutir o aliviar [da política monetária], não uma subida [das taxas de juro]”, disse Joan McCullough, da Longford Associates. Um vasto conjunto de indicadores, desde um crescimento fraco dos salários à produtividade, ou os ainda baixos níveis de participação na força laboral, revelam uma economia que não está, nem de perto nem de longe, a crescer o suficiente — e isto com uma taxa diretora abaixo de 0,50%. Mais uma vez, o único verdadeiro sinal de robustez da economia é o indicador principal da criação de emprego não-agrícola. Mesmo a média de criação de empregos este ano é mais baixa do que no ano passado e em 2014.

“Na verdade, a [política da] Fed pode estar demasiado restritiva, não acomodatícia”, disse David Rosenberg, economista da Gluskin Sheff. “É difícil olhar para um rácio emprego-população abaixo de 60%, uma utilização da capacidade industrial de menos de 75%, para a tendência negativa dos componentes cíclicos dos índices de preços no consumidor e no produtor, para expectativas de inflação em valores mínimos e criar um cenário macroeconómico em que a política da Fed está exageradamente acomodatícia”, acrescentou.

“Nos últimos 35 anos em que a Fed tem um alvo formal para a taxa de fundos federais, nunca subiu as taxas perante esta confluência de dados fracos que estamos a ver”, disse Thiruvadanthai.

Nada disto é segredo e explica porque é que o mercado duvida assim tanto que a Fed aumente as taxas de juro — quer seja esta quarta-feira quer seja em dezembro. Caso a economia se mantenha no rumo atual, ou caso piore, então Thiruvadanthai pode estar certo quanto ao facto de a janela de oportunidade estar a fechar-se. A questão passará a ser se a Fed parte essa janela, por assim dizer, e força um aumento dos juros. É possível e, nesse caso, os hawks da Fed “podem estar destinados a correr o risco do erro político de 1937/38”, disse Rosenberg.

-Por Paul Vigna

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.