Banco de Portugal prevê contração menos acentuada do PIB em 2020

0

LISBOA (DJ Bolsa/Webtexto)– O Banco de Portugal prevê uma contração menos acentuada do PIB em 2020, estimando uma queda de 8,1%, quando em junho o banco apontava uma descida da atividade económica de 9,5%.
No Boletim Económico de Outubro, divulgado esta terça-feira, o banco central refere que a melhoria da previsão reflete um “impacto mais reduzido do confinamento na economia portuguesa e de uma reação das empresas e famílias melhor do que a antecipada”.

A instituição liderada por Mário Centeno, ex-ministro das Finanças, refere que a queda homóloga de 9,4% no primeiro semestre será seguida por uma retoma parcial na segunda metade do ano. No orçamento suplementar apresentado em junho, o governo previa uma contração do PIB de 6,9% em 2020.

Contudo, a recuperação do PIB permanecerá condicionada pela “manutenção de restrições à atividade em alguns setores”, o “clima de incerteza” e os “impactos na capacidade produtiva”, em que o turismo e os serviços continuarão a ser os setores mais atingidos, refere o banco.

O melhor desempenho económico face ao esperado também se manifesta na previsão para a taxa de desemprego, que deverá ser de 7,5% em 2020, uma revisão de 2,6 pontos percentuais face aos 10,1% apontados em junho.

As exportações, um dos impulsionadores da economia portuguesa, vão afundar 19,5% em 2020, acompanhadas de uma descida das importações de 12,4%. Já o consumo público crescerá 1,2% em 2020, enquanto o consumo privado cairá 6,2%.

No que diz respeito aos preços, o banco prevê que o índice harmonizado de preços no consumidor, ou IHPC, registe uma variação nula, face à previsão de uma subida de 0,1% em junho.

O banco assinala a incerteza que rodeia a economia portuguesa no curto prazo e refere que “as políticas económicas nacionais e supranacionais continuarão a exercer um papel fundamental no processo de recuperação sustentável”.

– Por Pedro Barros Costa (pedro.costa@webtexto.pt)
Produzido para a Dow Jones Newswires pela Webtexto (PBC; MSG)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.