EUA: Kushner admite encontro com embaixador russo, mas nega conluio

0

WASHINGTON (DJ Bolsa)– Jared Kushner, genro do Presidente dos EUA, Donald Trump, e conselheiro de topo da Casa Branca, divulgou esta segunda-feira detalhes dos contactos com responsáveis oficiais e empresários russos nos dois anos após Trump ter lançado a candidatura presidencial, incluindo um até agora desconhecido e breve encontro com o embaixador russo nos EUA em abril de 2016.

No agora revelado encontro de 2016 — pouco antes de Trump se tornar o nomeado do Partido Republicano — Kushner encontrou-se com o embaixador Sergei Kislyak num evento no Mayflower Hotel em Washington. Kushner disse que foi apresentado a Kislyak e a três outros embaixadores por Dimitri Simes, o publisher de uma revista de política externa que era o anfitrião do evento, numa receção organizada pelo próprio.

Um porta-voz de Kushner tinha negado anteriormente que este se encontrara com Kislyak em privado. Um outro porta-voz de Kushner refere que o comunicado não contradiz o desmentido anterior porque o encontro aconteceu numa receção, não em privado.

O encontro com Kislyak foi revelado num comunicado de 11 páginas que Kushner preparou para as comissões do Congresso que investigam as alegações do envolvimento russo nas presidenciais de 2016. O responsável irá comparecer na Comissão de Serviços de Inteligência do Congresso, a primeira vez em que falará perante os investigadores.

“Não houve contactos desapropriados”, escreveu Kushner no comunicado. “Não entrei em conluio nem conheci alguém na campanha que tenha entrado em conluio com qualquer governo estrangeiro”.

– Por Rebecca Ballhaus (Rebecca.Ballhaus@wsj.com)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.