Novo Banco: Prejuízo líquido aumenta quase 40% primeiro semestre

0

LISBOA (DJ Bolsa/Webtexto)– O Novo Banco disse, esta sexta-feira, que o prejuízo líquido do primeiro semestre do ano agravou-se 38,8% em termos homólogos, como resultado de uma avaliação independente aos fundos de reestruturação e de imparidades de crédito adicionais contra a pandemia do coronavírus.

FACTOS RELEVANTES:

– O prejuízo líquido do banco foi de 555,3 milhões de euros ($654 milhões), um número que compara com um prejuízo de EUR400,1 milhões no período homólogo.

– A margem financeira — diferença entre os juros pagos nos depósitos e cobrados nos empréstimos — subiu para EUR270,8 milhões contra EUR262,5 milhões no mesmo período do ano passado.

– As imparidades de crédito aumentaram para EUR289,5 milhões face a EUR166,7 milhões no semestre homólogo.

– Os resultados de operações financeiras passaram a terreno negativo para EUR35,1 milhões face a um resultado positivo de EUR10,2 milhões no mesmo período do ano anterior.

-O produto bancário caiu para EUR317 milhões face a EUR321,8 milhões no período homólogo.

– O rácio common equity Tier 1 numa base de implementação total situava-se a 11,3% a 30 de junho.

– O Novo Banco apresentou também os números referentes ao Novo Banco Recorrente — que inclui os ativos estratégicos — e ao Novo Banco “Legacy” — que inclui ativos herdados da resolução do Banco Espírito Santo.

– O Novo Banco Recorrente apresentou um lucro líquido de EUR34 milhões no primeiro trimestre contra EUR113,4 milhões no período homólogo de 2019.

– Já o Novo Banco “Legacy” reduziu o prejuízo líquido para EUR493,7 milhões, contra EUR513,5 milhões no período homólogo de 2019.

– Por Alexandra Martins Silva (alexandra.silva@webtexto.pt)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.