BARRON’S: Preço das ações da Snap pode cair para metade

0

A casa-mãe da Snapchat disparou 50% face ao preço já elevado da oferta pública de venda inicial, ou IPO. Os investidores terão de ser muito pacientes, disse a revista norte-americana Barron’s, na edição deste fim de semana.

É bom que os investidores na Snap sejam mais pacientes do que os utilizadores do Snapchat. As ações da empresa pareceram ridiculamente valorizadas depois de subirem 59% para $27 face a um preço de IPO de $17, na quarta-feira, dando à empresa um valor de mercado de $37,8 mil milhões. Este número apura um impressionante múltiplo de 93 vezes as receitas de 2016, de $405 milhões. A dona do Snapchat, um popular serviço de mensagens instantâneas, não deverá ser rentável até 2019 ou 2020.

Mesmo assumindo um forte crescimento, é difícil justificar mais de metade do preço atual das ações. A Snap parece-se mais com a Twitter, que caiu, do que com a Facebook, que progrediu. Os bears defendem que a Snap será travada por uma grande mas limitada base de utilizadores, que se inclina para pessoas de 24 anos ou menos na América do Norte e Europa Ocidental.

Uma enxurrada de notas de analistas cautelosos foi publicada no rescaldo do IPO da Snap, mas sem grande efeito a diminuir o entusiasmo dos investidores pelo que os bulls encaram como o próximo Facebook.

Os bulls apostam que a receita da Snap pode chegar a $2 mil milhões em 2018, mas Anthony DiClemente, analista da Nomura/Instinet está cético. “A Snap tem um público-alvo, mas não tem as ferramentas de segmentação da Facebook, não consegue personalizar a publicidade, tão bem como a Facebook”, diz.

Provavelmente, o indicador financeiro mais importante a observar nos próximos trimestres é a receita, seguida pelos utilizadores diários ativos, que totalizavam 158 milhões no quarto trimestre. Se a Snap não conseguir atingir $1 mil milhões de receitas em 2017 e $2 mil milhões em 2018, as ações podem ser penalizadas. Um crescimento lento do número de utilizadores também é um risco.

Outras questões para o Snap incluem o desafio de alcançar mais do que os anunciantes das marcas do top 100 e chegar às pequenas e médias empresas que usam o Facebook e o Google.

Se a Snap chegar a 100 milhões de utilizadores e atingir $20 por trimestre de receita por utilizador, geraria $8 mil milhões de receitas na América do Norte. Assumindo uma margem operacional de 40% e uma taxa de imposto de 35%, a Snap geraria $1,50 por ação de lucro líquido. Presumivelmente, haveria também rendimentos fora dos EUA. Este cenário, embora possível, está muito distante.

A Snap pode continuar a subir à medida que as instituições tentam aumentar participações, mas vale a pena recordar que a Twitter entrou em bolsa a $26, em 2013, e chegou rapidamente a $74, antes de desabar para $16 atualmente. Fique longe da Snap. O preço a que transaciona hoje é o da perfeição.

– Por Andrew Bary

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.