UE e Japão alcançam novo acordo sobre relações comerciais

0

BRUXELAS (DJ Bolsa)– Os líderes da União Europeia e do Japão disseram esta quinta-feira que chegaram a um acordo abrangente sobre o comércio, um acordo que surge na véspera da cimeira do Grupo dos 20 países mais industrializados e em desenvolvimento do mundo, ou G-20, em que o Presidente dos EUA, Donald Trump, deve chocar com os seus homólogos sobre as relações comerciais.

O acordo politico é mais um sinal de que as maiores economias mundiais procuram adaptar-se à política de “América Primeiro” de Trump e representa uma abertura significativa do outrora fortemente fechado mercado japonês.

“Alguns dizem que o tempo do isolamento e da desintegração estão a chegar novamente, estamos a demonstrar que isso não é o caso — que o mundo não tem de andar 100 anos para trás”, disse o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, durante uma conferência de imprensa.

O anúncio desta quinta-feira surge após quatro anos de negociações, mas ainda existem algumas barreiras. O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse que os dois países querem ter o acordo ratificado e em vigor no início de 2019.

Os negociadores ainda têm de chegar a acordo sobre como resolver divergências depois de o pacto estar em vigor e criar um mecanismo para proteger investimentos.

Serão necessários meses de trabalho para completar e traduzir os documentos legais e ter o acordo ratificado na Europa e no Japão.

Os líderes da UE e do Japão também apresentaram uma declaração conjunta sobre a Coreia do Norte e pediram a rápida implementação de uma resolução das Nações Unidas, após o mais recente teste de mísseis de Pyongyang.

“Estamos preparados para reforçar medidas destinadas a restringir ainda mais a transferência de itens e tecnologias relevantes e o financiamento para os programas de mísseis e nuclear da Coreia do Norte”, disseram os responsáveis.

-Por Emre Peker (emre.peker@wsj.com), Laurence Norman (laurence.norman@wsj.com) e Alastair Gale (alastair.gale@wsj.com)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.