Lucro 3T do Santander supera as previsões

0

MADRID (DJ Bolsa)– O Banco Santander SA disse esta quarta-feira que o lucro líquido aumentou no terceiro trimestre, em comparação com o período homólogo. O cenário de incerteza que o banco enfrenta no Reino Unido foi contrariado pela melhoria das perspetivas para a economia e para a moeda do Brasil.

O Santander, um dos maiores bancos europeus, disse que o lucro líquido foi de EUR1,70 mil milhões ($1,85 mil milhões), face a EUR1,68 mil milhões no terceiro trimestre de 2015.

Analistas previam que a descida dos retornos com empréstimos e carteira de obrigações levasse o Santander a registar um lucro líquido de EUR1,55 mil milhões, de acordo com uma sondagem da FactSet.

No Reino Unido, onde o Santander gera cerca de um quinto do lucro líquido, os receios dos investidores sobre o impacto da saída da União Europeia tem pressionado a libra, reduzindo os lucros do Santander quando convertidos em euros. Por outro lado, no Brasil, onde o banco também gera cerca de um quinto dos lucros, a economia está a mostrar sinais de recuperar de uma recessão.

O banco espanhol disse que a margem financeira — a diferença entre os juros pagos nos depósitos e os cobrados nos créditos– do terceiro trimestre ascendeu a EUR7,80 mil milhões, frente a EUR7,98 mil milhões, em termos homólogos.

Analistas previam que a margem financeira ascendesse a EUR7,72 mil milhões, segundo a FactSet.

Os responsáveis do Santander prometeram aumentar o dividendo e os lucros por ação durante os próximos três anos.

“O cenário de taxas de juro reduzidas nas economias desenvolvidas continua a ser um desafio para algumas das nossas operações”, disse a CEO do banco, Ana Botín.

O Santander aumentou o rácio de capital para 10,47% até ao fim de setembro, de acordo com os critérios de implementação total das regras Basileia III. O banco reiterou que está no rumo certo para alcançar um rácio de capital de 11% até 2018, um nível que ficaria abaixo dos pares.

O rácio de crédito em risco desceu ligeiramente para 4,15% no terceiro trimestre.

Nas operações em Espanha, o lucro líquido caiu 13% para EUR270 milhões, numa altura em que os bancos do país continuam a enfrentar uma procura fraca pelo crédito e um retorno inferior devido às taxas de juro reduzidas e forte concorrência. Contudo, as comissões aumentaram quase 10% em termos homólogos.

No Reino Unido, o lucro líquido caiu quase um quarto para EUR364 milhões, pressionado pela queda da margem financeira e o impacto da desvalorização da libra na sequência do referendo para a saída do Reino Unido da União Europeia.

Já no Brasil, o lucro líquido do Santander aumentou 27% para EUR488 milhões devido ao forte desempenho da margem financeira, quando calculada em euros.

Nos EUA, onde o banco tem tido problemas com reguladores, o lucro líquido caiu 24% em termos homólogos.

-Por Jeannette Neumann (jeannette.neumann@wsj.com)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.