Novo Banco: Prejuízo líquido dispara em 2017, Estado injetou EUR791,7M

0

O Novo Banco SA disse, esta quarta-feira, que o prejuízo líquido de 2017 aumentou 77%, devido a uma forte subida das imparidades. O banco recebeu uma injeção de EUR791,7 milhões do Estado em dezembro para reforçar os rácios de capital.

O prejuízo líquido do banco foi de EUR1,40 mil milhões ($1,73 mil milhões) no total de 2017, que compara com EUR788,3 milhões em 2016.

O prejuízo do Novo Banco agravou-se devido ao elevado volume de imparidades, num esforço da instituição para limpar o balanço de ativos considerados tóxicos. As provisões aumentaram cerca de 50% para EUR2,1 mil milhões face a EUR1,4 mil milhões no ano passado.

Com o aumento das imparidades, o rácio de capital do Novo Banco caiu, o que fez com que o mecanismo de capitalização contingente, criado no processo de venda, tivesse de injetar capital na instituição.

Aquando da venda do Novo Banco ao Lone Star, ficou definido que o Estado, através do Fundo de Resolução, tinha a responsabilidade de reforçar o capital do banco caso acontecesse uma descida do rácio de capital abaixo de 12,5%.

Entre os detalhes dos resultados do banco, a margem financeira — diferença entre os juros pagos nos depósitos e cobrados nos empréstimos — desceu para EUR394,6 milhões contra EUR514,5 milhões no ano passado.

A 31 de dezembro, o rácio de capital core Tier 1 do Novo Banco era de 12,8%.

– Por Eduardo Correia (eduardo.correia@webtexto.pt)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.