BPI: Lucro líquido aumenta mais de 30% em 2016

0

(Reescreve e acrescenta informação ao longo do texto.)

LISBOA (DJ Bolsa/Webtexto)– O Banco BPI SA disse, esta quinta-feira, que o lucro líquido anual do banco aumentou 32,5% em 2016, devido à subida da margem financeira e a uma redução significativa das provisões para crédito malparado.

O lucro líquido do banco português, que se encontra sob uma OPA do espanhol CaixaBank, foi de 313,2 milhões de euros ($334,4 milhões), o que compara com os EUR236,4 milhões do total do ano anterior.

Estes foram os primeiros resultados do grupo que refletiram a perda do controlo maioritário da unidade angolana Banco Fomento Angola, classificado como operação descontinuada, que provocaram o reconhecimento da nova participação de 48,1% nas contas consolidadas do banco.

Ainda assim, a unidade angolana contribuiu para os resultados anuais do BPI com 162,7 milhões, o valor “mais elevado de sempre”, de acordo o comunicado de resultados enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, ou CMVM.

Entre os contributos mais positivos para a evolução dos resultados, a margem financeira subiu para EUR407,4 milhões, contra os EUR356,2 milhões do ano passado, enquanto as provisões contra crédito malparado diminuíram significativamente para EUR33 milhões, face a EUR103,4 milhões no ano passado. O contributo da actividade doméstica aumentou 58% para EUR147 milhões.

O rácio de crédito em risco da atividade doméstica recuou para 3,7% em 2016, face aos 4,5% de 2015.

O produto bancário subiu para EUR716,6 milhões, face aos EUR666,4 milhões de 2015. Já os lucros das operações financeiras avançaram ligeiramente, ao situarem-se nos EUR48,9 milhões, contra o face a EUR47,9 milhões no ano anterior.

O banco informou ainda que o rácio core Tier 1 situava-se nos 11,1% a 31 de dezembro, de acordo com as regras da Autoridade Bancária Europeia numa base de implementação total.

Os resultados foram apresentados em plena OPA do CaixaBank SA sobre o BPI, que teve início dia 17 de janeiro e decorre até 7 de fevereiro. O preço da oferta proposto pelo CaixaBank, o maior acionista do BPI, é de EUR1,134.

– Por Pedro Barros Costa (pedro.costa@webtexto.pt)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.