Reino Unido: Dados preliminares revelam crescimento economia no 4T

0

LONDRES (DJ Bolsa)– A economia do Reino Unido cresceu de forma sustentada nos últimos três meses de 2016, de acordo com dados preliminares, sugerindo que a economia britânica foi uma das que mais cresceu em 2016, apesar da votação do Brexit em junho.

O forte desempenho será bem recebido pelo Partido Conservador, enquanto a primeira-ministra britânica, Theresa May, se prepara para acionar o afastamento do país da União Europeia. As negociações sobre o afastamento devem começar antes do final de março.

No entanto, muitos economistas alertam que pode ocorrer um abrandamento em 2017, à medida que os consumidores controlam os gastos devido ao aumento da inflação.

A agência de estatísticas do país disse esta quinta-feira, numa estimativa preliminar, que a economia cresceu 0,6% nos últimos três meses de 2016, o que equivale a uma taxa anualizada de 2,4%. Estes números estão muito acima das expectativas dos analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam um crescimento trimestral de 0,5%.

A expansão foi impulsionada, principalmente, pelo setor dos serviços, que corresponde a cerca de 80% da atividade económica do Reino Unido. O comércio retalhista e grossista, as viagens e serviços de saúde, bem como o comércio de automóveis, deram o maior estímulo.

A indústria cresceu a um ritmo saudável no final do trimestre, mas a expansão do setor foi contrabalançada por uma queda da produção de gás e petróleo do Reino Unido.

Para o total do ano de 2016, a economia do Reino Unido desacelerou para uma taxa anualizada de 2,0%, segundo o instituto de estatísticas, abaixo de 2,2% em 2015. Este número corresponde às previsões do Fundo Monetário Internacional e está confortavelmente acima das expectativas do FMI para outras economias avançadas do G7, que inclui a dos EUA.

– Por Wiktor Szary (Wiktor.Szary@wsj.com), Jason Douglas (jason.douglas@wsj.com)

Partilhar

A seção de comentários está encerrada.